Carmo Vasconcelos

"FENIX"

 

Enlaces Poéticos

Com :

MARIA-LUIZA-BONINI

INICIAL RESPOSTA  
CV - SAUDADE MLB - SAUDADE
TRC - SAUDADE
5-07-2008

 

 

I

 

SAUDADE
Carmo Vasconcelos



Saudade tenho dos sonhos
que já não ouso sonhar
dos arabescos risonhos
das asas do meu voar

Saudade tenho de mim
quando plena de candura
plantava em qualquer jardim
os meus gestos de ternura

Saudade tenho do vento
revolto da juventude
que em golpes loucos sem tento
me roubava a quietude

Saudade tenho do Sol
que eu buscava na procura
da alegria meu lençol
da tristeza cobertura

Saudade tenho da Lua
minha terna confidente
de mágoas de vida crua
de prantos de amor ausente

E mais saudade pressinto
não sei de quê nem de quem...
da vida, vulcão extinto?
de mim, de ti, ou do Além?

Carmo Vasconcelos
(Original de 1997)
Lisboa-Portugal
5/Julho/2008

SAUDADE

Querida Carminho,
A tua saudade me deu tanta saudade......
Maria Luiza Bonini


Saudade, palavra nossa
Esteja ela hospedada em um coração
Na poesia ou na canção
Usurpá-la, que jamais alguem possa!

Inexiste em outro vocabulário
É privilégio de quem está em sintonia
Busca inglória em outros dicionários
É palavra orgulho de toda a lusofonia

Está registrada em nosso sentimento
Em nossos apelos e em nossos segredos
Lembrança de bons e maus momentos

Palavra que não se traduz
Ela é única e soberana
Saudade ... tem aquele gostinho de alcaçuz

Maria Luiza Bonini

 

 

 

 

 

 

 

SAUDADE
Tarcísio R. Costa


Saudade...
É o amor, sofrendo com a tristeza da ausência.

Saudade...
É a dor no prazer, por ter um amor distante.

Saudade...
É o elo do sofrimento com o amor.

Saudade...
É uma lágrima caindo, ao lembrar-se de quem se ama.

Saudade...
È a dor e sofrimento pelo amor perdido.

Saudade
É o que sinto de ti.

Tarcísio Ribeiro Costa

 

 
Livro de Visitas