Carmo Vasconcelos

"FENIX"

 

Enlaces Poéticos

Com :

GUI OLIVA

 

INICIAL RESPOSTA  
CV - HOJE, AMOR... GL - FOGO TERRA ÁGUA AR 09-09-2007

 

 

I

 

HOJE, AMOR...
Carmo Vasconcelos


Hoje, Amor, estou sedenta de magia!
Queria ter o dom dos encantadores de serpentes
e apenas com a minha voz
poder trazer até mim
teus olhos vidrados nos meus

Desejava possuir
a lâmpada mágica de Aladino
a quem pediria um presente único para ti...
Belezas que nenhums olhos viram
maravilhas que ser algum conhece
emoções que alguém jamais sentiu

Palavras nunca ditas
versos por inventar
melodias tão sublimes
que te transportassem às esferas celestiais
dando-te a ilusão
de estares habitando as estrelas

Já te disse, Amor,
hoje, estou sedenta de magia!

Queria montar contigo um tapete voador
sobrevoar
mares translúcidos cor de esmeralda
desertos quentes de seda e oiro
jardins suspensos de raios de sol
tocar
luas prateadas de pele acetinada
sóis de rubi incandescentes
gotas diáfanas de chuva
ocultas no útero prenhe das nuvens

Queria beber contigo
dos néctares dos deuses
partilhar as suas orgias trancendentais
e, embriagados,
rirmos adoidados do teu rosto estupefacto
injectado de todas as cores do arco-íris

Por fim
banhados de absoluto
atingiríamos os Pólos de brancuras eternas
vestiríamos as túnicas nupciais de gelo e sal
e legaríamos ao mundo
a escultura simbólica do amor imortal!

Carmo Vasconcelos
In "Geometrias Intemporais"
Lisboa/Portugal/ ano 2000

FOGO TERRA ÁGUA AR
Gui Oliva


Amor...ontem desejei te reencontrar,
e como um fogo ardente de prazer,
entreguei meu coração ao teu pulsar,
e em tuas labaredas suportei arder.

Amor...hoje vinco, na terra da razão,
sobra de minh´alma, semente que deixaste,
tento adubá-la com o húmus do perdão,
e superar o vendaval que a ela ocasionaste.

Amor...amanhã sei, serás água cristalina,
fonte de choro a embaçar o meu olhar,
ou cascata a jorrar, dedilho e volto a ser menina,

mas, neste meu versejo vejo, no rol de elementos,
faltou um sentimento...recuperar o ar
que perdi, para que me faça novamente amar.

Gui Oliva
Santos/SP/Brasil
09/09/07

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
Livro de Visitas