Carmo Vasconcelos

"FENIX"

 

Enlaces Poéticos

Com :

AMILTON-MACIEL-MONTEIRO

 

INICIAL RESPOSTA      
AMM - O TEU SORRISO CV - O TEU OLHAR 22.06.11 Pág,1  

 

 1

 

O TEU SORRISO
Amilton Maciel Monteiro


Que alegria me dá o teu sorriso!
Ele me traz à vida um novo gosto!
E eu sinto que me leva a um paraíso,
Onde fico feliz e bem disposto!

Para te ver sorrir, eu realizo,
Ou tento, então, o que me for proposto...
Faço até mesmo rimas de improviso,
Contanto que se alegre esse teu rosto!

Mas teu sorriso, amor, inconfundível
Não posso traduzi-lo em pobres versos!
Pois já tentei fazer... Saiu horrível!

Quando sorris, é luz e simpatia
Jorrando mil encantos abstersos,
Que eu nunca saberei cantar um dia!

Amilton Maciel Monteiro
21.06.11

O TEU OLHAR
Carmo Vasconcelos


Comparável à força de um sorriso
Só a luz de um olhar que nos trespassa,
E com seu fulgor a alma nos devassa
Como um farol de abrigo assaz preciso.

Para que pouse em mim teu meigo olhar,
De tudo faço… até finjo a mendiga,
Pra que, iludida, a sorte não desdiga
A dádiva de nele me abrigar.

E aos pés dessa pousada que idealizo,
Em ternos versos, eu prostro-me e rezo
P'la esmola desse olhar cálido e aceso.

Só quando aberta a franja dos teus cílios,
Olhos nos meus, se fazem os concílios,
E irrompe de meus lábios o sorriso!

Carmo Vasconcelos
22.06.11

 

A tua cor
António Barroso (Tiago)


Cabelos já grisalhos, pela idade,
A pele acetinada, cor de rosa,
Ainda tem a cor doce e formosa,
Embora já perdida a mocidade.

Os olhos são azuis, cor de beldade,
Que lançam a promessa, carinhosa.
De encontrar cor que seja mais mimosa,
Nos lábios, a tremer de ansiedade.

A cor com que tu vives, é brilhante,
Como aquela das bolhas do espumante,
Que se soltam, mas ficam na lembrança.

Tuas cores são parte da paleta
P'ra compor um cenário de opereta
Com luzes facetadas de esperança.

António Barroso (Tiago)
Parede - Portugal (25-06-2011)

 

 

 
Livro de Visitas